Segurança para todos

A formar é que se previnem os acidentes



Formação dos jovens condutores deve ser mais intensa.

Em recentes declarações à rádio TSF, o presidente da Prevenção Rodoviária Portuguesa, José Miguel Trigoso defende a necessidade de maior intensidade na formação dos jovens condutores, já que são o grosso das vítimas dos acidentes rodoviários.
E exemplifica com medidas específicas: o acompanhamento por um tutor antes de conduzirem de forma autónoma e mais experiência de condução antes de ser atribuída a respetiva licença.
Para este dirigente, a formação para a condução deveria mesmo iniciar-se aos 16 anos, altura em que, defende, há uma maior influência do poder paternal, o que lhe possibilitaria fazer a condução de largas distâncias acompanhado por um tutor, o pai ou outro familiar. 


«« voltar


BTW
seara.com