Segurança para todos

Entre 2010 e 2012 morreram 261 jovens na estrada



Os despistes são os acidentes mais frequentes na sinistralidade rodoviária jovem

Os números são da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária: neste intervalo de tempo 261 jovens entre os 18 e os 24 anos morreram nas estradas portuguesas.

Nestas idades e de 2010 a 2012, afirma a mesma fonte, o risco de morte por acidente de viação é 30% mais elevado que o da restante população. Ainda assim, estes números são inferiores aos da média registada no mesmo intervalo de tempo na União Europeia.

Ainda no que respeita aos jovens vítimas mortais ou em estado grave, 61% circulavam em automóvel ligeiro e 34% em veículo motorizado. 
Nestas faixas etárias, 42% dos acidentes de que resultaram mortos ou feridos graves, ocorreram em arruamentos urbanos, enquanto 32% tiveram lugar em estradas nacionais. 

Um último dado a reter: 60% dos jovens mortos ou vítimas de feridos graves eram condutores, 33% eram passageiros e 7% eram peões. 



«« voltar


BTW
seara.com