Segurança para todos

Os principais factores de risco



Muitos estudos têm sido feitos por todo o mundo para identificar os motivos que fazem com que os jovens sejam as principais vítimas dos acidentes rodoviários. Está identificado um conjunto bem definido de causas.

Falta de experiência - conduzir é mais difícil do que parece à partida. Tal como acontece com tantas outras atividades, para conduzir bem é preciso tempo e experiência que os mais novos ainda não adquiriam.

Excesso de confiança - a maior parte dos condutores não tem uma má avaliação da sua própria condução. Mas é entre os mais jovens que se encontram os mais confiantes nas suas capacidades, apesar de serem aqueles que menos experiência têm.

Maior gosto pelo risco - quanto mais jovens somos, maior a tendência para buscarmos sensações fortes, para tentarmos ultrapassar os nossos limites; daí até ao menor respeito das regras de trânsito, até ao desprezo pelos limites de velocidade na estrada...

Menos importância dada à fadiga - o cansaço diminui, tal como o álcool, as capacidades na condução. A particularidade dos condutores mais jovens é que muitas vezes subestimam o cansaço e combinam os consideráveis esforços no trabalho ou estudos com as saídas à noite.

Muita condução noturna - muitos dos condutores mais jovens conduzem principalmente de noite ou madrugada. A falta de experiência aliada a má visibilidade agravam, por si só, os riscos de acidente. Se a isso juntarmos os outros "ingredientes"...

Condução sob o efeito do álcool, drogas e certos medicamentos - não é exclusiva dos mais novos, mas nestes verifica-se principalmente nos momentos de lazer, à noite, durante os fins de semana.

Amigos a bordo - o risco de envolvimento em acidentes sérios ou mesmo fatais, aumenta com amigos no automóvel. São fonte de distração. E, por vezes, podem representar uma tentação para mostrar algumas habilidades ao volante.




«« voltar


BTW
seara.com