Segurança para todos

Vítimas mortais diminuem em 2016, mas acidentes aumentam



Em 10 anos, vítimas mortais reduziram para metade

447 pessoas morreram em acidentes rodoviários em Portugal em 2016, 2.034 sofreram ferimentos graves e 38.317 ferimentos ligeiros. Os números ainda são provisórios e não incluem as vítimas mortais a 30 dias.

Em comparação com 2015, verificou-se uma diminuição de cerca de 5% relativamente às vítimas mortais, mas se se comparar com os dados de 2007 a redução é bem maior, quase 50% (em 2007, as vítimas mortais em resultado de acidentes rodoviários foram 854). Quanto aos feridos graves e ligeiros, no ano passado também se verificou uma redução de 10% e 1%, respetivamente, em comparação com 2015. Apesar desta redução nas vítimas, o número de acidentes aumentou 3,6% (mais 4.410 do que em 2015).

Na apresentação dos números de 2016, que ainda são provisórios, foi feito igualmente um balanço da Operação Festas Seguras 2016, que decorreu de 20 de dezembro a 2 de janeiro: 19 mortos, 57 feridos graves e 1.339 feridos ligeiros. Durante este mesmo período, houve redução de infrações detetadas no que toca ao excesso de velocidade e condução sob o efeito do álcool, mas um aumento relativamente à utilização indevida do telemóvel durante a condução, uma das razões apontadas pelo presidente da ANSR para o aumento da sinistralidade em 2016.

Dados sinistralidade rodoviária 2015 (vítimas a 30 dias)
Segundo a ANSR, que reúne os dados da PSP e GNR, em 2015, registaram-se 31.953 acidentes com vítimas, que provocaram 593 mortos, 2.148 feridos graves e 38.808 feridos ligeiros.





«« voltar


BTW
seara.com