Segurança para todos

De bicicleta, trotineta ou patins…



A importância de usar o capacete

Lembramos aqui algumas razões porque o capacete deve ser usado por quem anda de bicicleta, patins ou trotineta, especialmente as crianças, que têm um crânio bem mais frágil do que o adulto e o seu sistema nervoso ainda está em formação.

As quedas são inevitáveis, mas as suas consequências podem ser amenizadas
Qualquer pessoa que opte por se deslocar de bicicleta, patins ou trotineta, ou que o faça por divertimento apenas, está sujeito a quedas e acidentes. Mesmo que a criança ou adulto circule num local sem carros, uma simples queda pode ser fatal! O capacete tem como função proteger a cabeça: em caso de queda, reduz em sete vezes a probabilidade de lesões cerebrais.

Uma questão de visibilidade
O uso do capacete torna um ciclista mais visível para os condutores. Atualmente, muitos dos capacetes além de terem bandas refletoras, também vêm equipados com luzes de presença, ideais para quem costuma efetuar deslocações ao anoitecer ou de noite.

Que capacete escolher?
Deverá sempre verificar se o capacete que está a comprar tem a marca CE e a indicação EN 1078. Muito importante também é verificar se o mesmo se adequa ao tamanho da cabeça de quem o usar. Um capacete largo de mais ou apertado em demasia, além de não ser confortável, põe em risco a eficácia do mesmo.
Quando usar o capacete, este deve estar corretamente colocado (centrado na parte superior da cabeça e não inclinado) e apertado (uma correia deve passar por trás da orelha e a outra pela frente, devendo ficar apertadas bem justas por baixo do queixo.

E lembre-se: é com o exemplo dos pais que as crianças aprendem, por isso, sempre que andar de bicicleta, use também o seu capacete.

Mas não basta usar capacete para circular em segurança. Quem circula de bicicleta é equiparado a um condutor. Como tal, há regras que tem de respeitar.



«« voltar


BTW
seara.com